domingo, 6 de maio de 2018

O ELO ENTRE O ERRO, A HUMILDADE E O APRENDIZADO



TUDO QUANTO TE VIER À MÃO PARA FAZER, FAZE-O CONFORME AS TUAS FORÇAS, (Ec. 9:10)

Errar é realmente humano, ser humilde para reconhecer o erro, se arrepender dele e com ele aprender é louvável e tão humano quanto o erro, não podemos usar o nosso erro para transferir a culpa a quem não o praticou, fazer isso é atitude de alguém que se encontra no seu pior estado, é coisa de ser humano, mas não é nem um pouco humano, muito menos louvável.
Vivemos em dias em que fazer o certo nos glorifica, quando deveria louvar ao Pai que está no céu, pois fazer o certo é apenas um dever nosso e tão humano quanto qualquer coisa que façamos.
Fazer diferente e melhor, corresponder além das expectativas, isso sim é louvável e devemos sempre tentar alcançar esse objetivo e sempre glorificando a Deus pelo que fizemos ou alcançamos. Muitos costumam dizer que nem Jesus agradou a todos, usando isto como desculpa quando não conseguimos corresponder a algo, na verdade, deveríamos simplesmente ter tomado aquilo que não agradamos como uma preciosa lição e dali em diante tentar fazer melhor.
Será que temos feito o nosso melhor durante a nossa vida e na obra do Senhor ou temos apenas permanecido em uma zona de conforto onde atendemos aqui e ali, mas nunca vamos além? Cada um, se parar para refletir, chegará a sua própria conclusão, e de acordo com o seu grau de humildade, reconhecimento de erro e intensidade na zona de conforto, trará uma reação positiva e novos resultados surpreendentes, ou simplesmente continuará a reclamar e a culpar o sistema, os outros, mas nunca a si mesmo, com isso nunca crescerá e não conseguirá alcançar o seu melhor.
Deus nos fez povo seu, nos trata como menina dos seus olhos, em 1Pedro 2.9 somos “Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.
O que nos falta para aprender com o erro, praticar o que é certo e fazer o nosso melhor?
Essa resposta eu deixarei para que cada leitor responda.
“Se você fizer o que é certo, será aceito. Mas, se não o fizer, tome cuidado! O pecado está à porta, à sua espera, e deseja controlá-lo, mas é você quem deve dominá-lo”. (Gen 4.7 NVT)
Que Deus tenha misericórdia de todos nós.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário