segunda-feira, 1 de março de 2010

A Decadência do Amor


 Ando preocupado com a Decadência do Amor, cada dia que passa, menos ouvimos sobre casamentos que dão certo, mais sabemos sobre as separações que se tornaram corriqueiras, tão comum no nosso meio. Sei que ninguém se separa apenas porque deu vontade, mas será que temos buscado, antes e durante o casamento, as orientações de Deus? Cada dia que passa menos nos interessamos pelo que Deus pensa ou quer para a nossa vida, dizer a Ele "seja feita a Sua vontade" vem se tornando apenas uma expressão e não uma convicção. Será que queremos mesmo que a vontade do Senhor se cumpra na Nossa vida? Pelo número de casais cristãos que estão em crise no casamento, começamos a achar que o que Deus quer não importa tanto quanto afirmamos o tempo todo, acabamos, portanto, mentindo para nós mesmos quando nos convencemos que Ele está e sempre esteve na direção. Estou casado há 10 anos e sei que não fico livre das crises conjugais, mas também sei como devo evitá-las, pois se não souber ceder para aquela mente linda, totalmente diferente da minha, que vem "me suportando em amor", como poderei colaborar com o sucesso do meu casamento? Esta mulher maravilhosa que vocês estão vendo na foto, é o motivo do meu sucesso, igualmente devo buscar ser o motivo do sucesso dela no nosso casamento. Um não é nada sem o outro. Quando casamos, aprendemos que nos tornamos um só, mas precisamos saber que somos três, pois temos a presença de Deus (01), o momento em que é necesário pensar isoladamente e agir como uma 
mente à parte, totalmente diferente daquela outra mente (mais 01), bem como cuidar, zelar, ceder, ficar em silêncio "calar", AMAR aquela vida que está sempre ao nosso lado (mais um = total 03).

03 VIDAS EM UM CASAMENTO = EU + ELA + DEUS - Quando for pensar como EU, as coisas não darão muito certo, preciso colocar um D antes de mim e um S depois, assim o que era EU fica D+EU+S = DEUS

Na Matemática do Amor daqueles que vivem buscando as orientações vindas de Deus, só existe número ímpar, ou somos 01 ou 03, cabe ao momento saber ser um ou outro. Pense positivo, todos dirão: Olha,
vocês são um casal "Impar", um casal sem igual.

Precisamos ser referência para os outros casamentos. Afinal de contas, se para dar tudo certo, temos que ceder, calar, zelar, amar, quando devemos fazer isso? Aí vem a parte mais importante de todo o casamento, saberemos este "quando" se estivermos buscando as Orientações Divinas, pois a vontade de Deus é Boa, Perfeita e agradável para nós (RM 12.2). Quando vivemos sob os cuidados do Pai, tudo dá certo.

Pense certo, aceitando primeiro o que Deus quer para a sua vida matrimonial e AME, AME, AME. Nunca deixe de amar. Certamente valerá a pena.

Grande Abraço,

Deus, Joelson e Simone

5 comentários:

Anônimo disse...

Essa foi boa estava mesmo preciisando de algo que toca comigo
por isso isto é sensacional.

Anônimo disse...

Irmão, isso foi simplesmente fantástico!

Joelson disse...

Obrigado, com seus comentários, sinto que vale a pena continuar escrevendo.
Um grande abraço e perdão pela resposta demorada, pois só agora tenho visto o recurso "responder"
Abs.
Joelson

Joelson disse...

Obrigado meu irmão,
Glórias a Deus! Sempre, sempre e sempre.
O Interessante é que estou respondendo hoje que é a data que separei pra comemorar o meu 13º aniversário de casamento (na verdade foi todo o final de semana), pois a data do nosso aniversário (18/12) era um dia da semana e não tivemos como sair para comemorar, mas este final de semana, me permita usar a sua palavra, foi fantástico!
Abs.

Joelson

Anônimo disse...

A MATEMÁTICA DO CASAMENTO
O livro de Eclesiastes fala sobre o cordão de três dobras e abre nosso entendimento para compreendermos a matemática do casamento:
1) 1 + 1 = 1
2) 1 + 1 = 2
3) 1 + 1 = 3
Como entender essa equação?
1) Marido e mulher tornam-se uma só carne, ou seja, 1 + 1 = 1
2) Marido e mulher ao se unirem em casamento não perdem a individualidade, portanto, 1 + 1 = 2
3) Marido e mulher se unem na presença de Deus, e Deus é terceira dobra do cordão. Assim, 1 + 1 = 3

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário